Assim que meus anjos
se despedem,
você aparece.
Na boa noite desejada,
suas palavras confortam,
acalmam.
De longe em vento leve,
algumas palavras comovem;
me consomem em goles
de bem estar.
É você de certezas perfeitas
e perfeita beleza.
De encantos certeiros
que pescam quem na insonia vaga.
De onde vem?
Pra onde vai?
Pudera eu,
na despedida de meus anjos,
poder perguntar onde você está.
E que neste vento que trás
a tua palavra singela,
– teu simples olhar,
eles me joguem,
me lancem,
pra eu te encontrar.

 

 

 

 

 

 

 

 

felicidade de uma noite só…

Anúncios