Preciso tanto,
como um sorriso precisa de cor,
de algumas novas paixões.
Essas minhas,
tão antigas e desbotadas
já não me agradam mais.
Quero a nova música
da linda voz cantada.
A pureza de quem não se perde
na falta de pureza.
A verdadeira dança
de quem sabe dançar.
Preciso tanto
do jogo limpo
que agrada o jogador.
Duma vida sem gente
que consome gente
sem o menor amor.
Da boemia singela
que me traz os mais
[belos acordes.
Ah! Quem me faz paixões?
Diga-me, quanto custa,
Seo Vendedor?
O meu lar é tão perto;
não te custa me agradar.
Já me basta tanta, tanta dor.
Então assim,
envia-me numa caixinha de papel
essas paixões que não se encontram
[por aí.
Prometo, com toda sinceridade,
fazer o melhor proveito de todas elas.
E guardo-as – aqui no meu cantinho -,
para ninguém achá-las.

Anúncios