Grato! Grato a ti, corpo!
Grato a ti, mente.
Tanto sei o quanto vale
cada sentimento.
Posso eu chorar,
machucar, sorrir
ou a saudade apertar.
Aproveito cada qual
assim como devido milagre.
Como demasiado humano,
sou a pureza da natureza.
Sou a embriaguez do coração
e quase sempre a liberdade estampada.
Se abraço a solidão,
é porque me tenho!
Tenho a mim,
meu corpo e minha mente.

Anúncios