Que não me falte nunca
algumas noites tristes
e boa música de violão.
Alguns amores perdidos
– às vezes sim…
Daqueles de uma noite só!
Por que não?
Que nunca eu fique assim,
total sem problemas; entediado!
Que graça teria,
mesmo que numa bebida,
sentar num buteco
– com bons amigos,
e não reclamar da vida!?

Anúncios