You are currently browsing the tag archive for the ‘saudade’ tag.

Vem saudade…
é a saudade que lá de longe vem!
Vem espreita, calada
e coberta de razão.
Me encurrala toda fria
no canto da parede
sem pedir licença
e já me abrindo a mão.
Me puxa com leveza
pra levar-me assim,
voando, flutuando, sorrindo
pra perto de ti.
Não digo um não
e nem se quer
[peço explicação.
Só me calo diante da clareza,
que com toda certeza,
vou ficar no chão.

Anúncios